Review | Batman: Gotham 1889, de Brian Augustyn

Começo essa review com a seguinte indagação: Como seria Gotham City de mais de 100 anos atrás? Pois bem, nessa história, que faz parte de um elseworld (Realidade Alternativa, na qual os roteiristas ficam livres para imaginar futuros alternativos e diferentes dos “reais”) nós somos transportados para a Era Vitoriana, uma época cheia de incertezas, mistérios e superstições que levava todos a terem sempre um sentimento de medo com tudo aquilo que fugia da “normalidade”.

Imagine só como a população de Gotham reagiria tomando conhecimento de uma, até então, estranha criatura que só aparece a noite trajando vestes que mais parecem ser um morcego ou vampiro, e consequentemente causando assim temor tanto no coração dos criminosos quanto também nos inocentes. Pois bem, esse é o Batman!

Batman é a estranha criatura que somente aparece nas noites de trevas de Gotham, causando temor no coração dos seus inimigos e criminosos.

Está edição publicada pela editora Panini em versão encadernada compila as histórias de BATMAN: Gotham 1889 (A Tale of Batman: Gotham by Gaslight) e sua sequência BATMAN: Mestre do Futuro (Batman: Master of the Future) que traz os desdobramentos da história anterior. Os roteiros são de Brian Augustyn e artes de Mike Mignola, P. Craig Russell e Eduardo Barreto. 

Na primeira história desse encadernado (Batman: Gotham 1889), vemos um jovem Bruce Wayne que está retornando para a cidade de Gotham após longos 5 anos vivendo na Europa, onde aprimorou e buscou aprender as mais diversas áreas do conhecimento, no intuito de se preparar para seu retorno a sua terra-natal. A história nos deixa claro desde o começo que estamos diante também de um período onde um cruel assassino conhecido como Jack, O Estripador ou o Açougueiro de Whitechapel, famoso por ter cometido vários crimes contra mulheres e que até então não foram solucionados, deixando as polícias em pé de guerra contra o assassino desconhecido.

As coisas pioram quando uma série de mortes começam a acontecer em Gotham, coincidentemente, ou não, os traços de violência são muito parecidos com os do famoso assassino Jack, O Estripador, o que causa bastante alvoroço na população da cidade. Cabe agora ao Batman, através de seu poder de investigação, descobrir o que nenhum outro detetive foi capaz até então, capturar e levar a corte o temível assassino. Será que ele é capaz de desvendar esse mistério?

Batman precisa deter o criminoso assassino Jack, O Estripador para evitar que ele faça mais vítimas.

A segunda história desse encadernado (Batman: Mestre do Futuro), trás os desdobramentos do final da história anterior, onde o jovem Bruce Wayne reluta em voltar a vestir o traje do Homem Morcego visto que ele já conseguiu alcançar o seu maior objetivo, que não contarei aqui para evitar spoilers.

O início dessa história nos apresenta que está iminente a chegada de um novo século e junto dele muitas dúvidas e perguntas que todos se fazem quanto ao que o futuro lhes reserva, porém o atual prefeito da cidade de Gotham deseja fortemente que esse futuro prestes a chegar em sua cidade seja repleto de novidades e atrativos para acelerar ainda mais o desenvolvimento. Entretanto, eis que surge um enlouquecido visionário que está determinado a impedir que tais novidades cheguem a Gotham, justificando que tais inovações serão determinantes para a decadência da cidade. Sendo assim, Bruce Wayne terá que tomar uma decisão, manter o Batman longe das ruas ou “reativá-lo” para salvar a sua cidade mais uma vez contra o enlouquecido Mestre do Futuro.

Batman observa a perigosa Gotham

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here