Stephen Hawking | A nada breve vida de um gênio

"Pessoas quietas possuem mentes barulhentas." - Stephen Hawking

Para algumas pessoas mais novas ou que estavam embaixo de uma pedra, o físico teórico e cosmólogo britânico, Stephen Hawking é aquele cara que inspirou um filme, ou aquele cara que apareceu numa série.

A vida e obra de Stephen Hawking é tão grande e brilhante quanto o universo que ele estudou, explorou e expôs para nós, pobres mortais, em sua linguagem simples e cativante. O pior aluno de física consegue entender, de maneira clara e sucinta, as descobertas e teorias de Hawking com uma simples lida de texto e isso não é demérito da obra e sim mérito do escritor.

Tudo na vida de Hawking é uma série de subestimações. Ele já foi de pior aluno do colégio ao físico renomado que marcou a história, teve a expectativa de vida reduzia a 2 anos depois de descobrir sua esclerose lateral amiotrófico (ELA). Nasceu 300 anos depois da morte de Galileu (8 de janeiro) e faleceu no dia do PI (3,14 – 14 de março). Antes de ser diagnosticado e ter sua vida mudada completamente, ele era destaque nos esportes e em Oxford era habilidoso no remo.

Ao desafiar a natureza humana, provando-se capaz de viver muito além do que esperavam, Hawking desafiou a física por diversas vezes e em muitos desses casos conseguiu descobrir coisas sobre o universo que permeiam, até hoje, os estudos modernos da modalidade.

Ele foi extremamente importante para o estudo dos buracos negros. Calculando efeitos quânticos, ele descobriu que um buraco negro pode perder massa, mesmo pequena, essa perda pode fazer o buraco sumir. Ele combinou estudos que nunca foram usadas juntas antes: teoria quântica, a termodinâmica e a relatividade. Existe muito material dele ligado ao Big Bang também. Não fica só nisso, mas logo abaixo vamos listar onde você pode conhecer mais de Stephen Hawking.

Hawking sempre foi muito bem humorado e perseverante quanto a sua capacidade de viver. Mesmo passando por momentos tão difíceis, ele tirava de letra todo esse volume de complicações na vida de um homem com tanta coisa para falar, mostrar e mudar que mal podia se comunicar. Viajou pelo mundo levando seu conhecimento até seus limites serem atingidos de maneira que, mesmo com muita vontade, não tinha como continuar. A proximidade dele com publicos de várias faixas etárias e áreas, lhe rendeu uma homenagem e tanto: um asteroide foi nomeado como 7672 Hawking. E mais uma coisa: você acha que a cidade Hawkings, de Stranger Things, tem esse nome por qual razão?

Hawking na TV

Um grande nerd, em vários aspectos, Stephen Hawking fez aparições em séries que todo nerd ama (nem todos) e nas séries que ele mesmo gostava. Star Trek: The Next Generation, como holograma, em 1993; depois apareceu em Futurama, Simpson, Laboratório de Dexter e Family Guy. Mais recentemente, em 2012, ele apareceu em The Big Bang Theory. Hawnking também vivia citando Doctor Who em suas palestras.

Cinema

Em 2014 sua vida foi contada no cinema com Eddie Redmayne dando vida a ele e Felicity Jones é sua primeira esposa, a grande apoiadora dele no início de tudo. O filme é dirigido por James Marsh e Eddie Redmayne ganhou o Oscar por sua atuação icônica.

Antes disso, Errol Morris produziu um documentário usando A Brief History of Time para relatar a vida de Hawking e é narrado por ele próprio.

Em 2004, Benedict Cumberbatch interpretou Hawking em um filme para a TV, produzido pela BBC Two e dirigido por Philip Martin.

Livros

Os livros a seguir são quase ficções quando você parar para perceber que Stephen Hawking está contando descobertas incríveis sobre o universo em que vivemos. Ele não chega a ser didático, mas é muito claro na ideia que quer passar e na maneira como você o mundo. Minha Breve Vida é a biografia escrita por ele mesmo e o filme que deu a Eddie Redmayne o Oscar, foi quase que inteiramente baseado nele.

– Breve História do Tempo: do Big Bang aos Buracos Negros, 1988.
Buracos negros, Universos-Bebês e outros Ensaios, 1994.
O Fim da Física, 1994.
A Natureza do Espaço e do Tempo, 1997.
O Universo em uma Casca de Noz, 2001.
George e o Segredo do Universo, co-autoria de Lucy Hawking, 2007.
Minha Breve História, 2013.

13 de março, o dia do PI e o dia em que uma das mentes mais brilhantes e caóticas do mundo partiu. Como diria o próprio “Inteligência é a capacidade de se adaptar a mudanças. A genialidade é antes de tudo a habilidade de aceitar a disciplina.” e a sua capacidade de se adaptar rendeu 55 anos a mais de vida do que o esperado.

ANÚNCIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet