Relembrando Animes – Trigun

Provavelmente eu já devo ter comentado por aqui que na época em que eu comecei a curtir animes, não era muito fácil ter acesso a eles como é hoje, ou a gente se contentava em assistir na TV (pra quem tinha TV por assinatura era ainda melhor), ou a gente emprestava VHS de amigos, conhecidos, parentes que também gostavam. E o anime do qual eu vou falar hoje aqui no Relembrando Animes, eu conheci assim, através de um VHS gravado que eu emprestei do meu primo, desde então já tive a oportunidade de rever o desenho algumas vezes e sempre acabo gostando cada vez mais.

Trigun é uma série de mangá shonen que mistura elementos de comédia, faroeste e ficção científica pós-apocalíptica de autoria de Yasuhiro Nightow, foi lançada em 1995 e ganhou uma adaptação para anime em 1998 com 26 episódios transmitidos no Japão pela TV Tokio e também pelo canal Animax. No Brasil foi exibido pelo Cartoon Network em 2006 e pela Play Tv no bloco Otacrazy em 2007 e 2008. O mangá de Trigun também foi publicado no Brasil pela Panini em 2007.

O anime conta a história do tufão humanóide Vash the Stamped (que na versão brasileira foi traduzido como Vash – o estouro da boiada, Brasil sempre arrasando nos nomes). Vash é o pistoleiro mais temido de um Planeta desértico, com uma recompensa de 60 bilhões duplos por sua cabeça e tido como responsável pela destruição completa da Cidade de Julho. Entretanto, Vash é um pacifista ferrenho que evita agressão ao máximo e não admite matar em hipótese alguma. Loiro, alto, cabelos arrepiados, sobretudo vermelho, pistolas e muitos boatos: este é Vash The Stamped.

Apesar de Vash não gostar de violência, ela sempre o persegue e os lugares que ele visita, acabam sempre arrasados por suas intervenções bem-intencionadas ou por pessoas buscando a recompensa. Com isso, Millie Thompson e Meryl Strife, duas funcionárias da agência de seguros Bernardelli, passam a acompanhar Vash para assim capturá-lo, evitando prejuízos à agência, que tem de arcar com os custos da destruição que Vash causa. As garotas se assustam ao conhecê-lo pessoalmente, não acreditando que aquele rapaz atrapalhado e bondoso carrega a fama de ser um assassino frio e calculista e tentam minimizar os danos que Vash acaba causando sem querer por onde passa. Além disso, Vash encontra com o padre Nicholas Wolfwood que, após ser salvo pelo protagonista, torna-se um grande aliado e amigo.

Apesar desse ar todo de violência, Trigun é engraçadíssimo. Em meio a cenas de lutas, logo você acaba caindo na gargalhada com as situações vividas por Vash e seus aliados. Cansei de chorar de tanto rir assistindo ao anime. O desenho tem muitas cenas de ação, mas vamos combinar que ele é dos anos 1990 e talvez não seja páreo para o nível que estamos acostumados hoje em dia. Mesmo assim, seus combates e cenas movimentadas em geral são bastante empolgantes.

Trigun tem como ideia central mostrar o que um simples boatos pode desencadear, misturando muito humor e muitos tiros, além de uma estética caótica/futurista e personagens inesquecíveis, sem duvida é um anime que não se deve deixar de assistir. Hoje para finalizar, não vou deixar a abertura do anime (que se você quiser conferir, pode clicar aqui), vou deixar um vídeo que eu acho que transmite um pouco da personalidade de Vash e também sobre a parte cômica de Trigun pra vocês conferirem:

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet