Rebobinando – Os Infiltrados (The Departed)

  “Nada vem de graça, você tem que tomar a força”

Percebi o pecado que cometemos, uma coluna sobre cinema e ainda não havíamos falado sobre um filme do mestre Scorsese. Pois bem sou culpado por ser fã desse grande diretor e ter assistido quase todos os seus filmes e foi muito difícil escolher um, então decidi por aquele que tem o melhor final, pelo menos pra mim. Além de ser o filme que finalmente daria o Oscar mais que merecido para Scorsese.

O filme se passa em Boston onde o chefe da máfia irlandesa Frank Costello (Jack Nicholson) planta um agente, Collin Sullivan (Matt Damon), dentro da policia como seu informante, simultaneamente a policia também planta seu informante Billy Costigan (Leonardo Di Caprio) na mafia. Quando os dois lados percebem que há um agente infiltrado dentre eles começa a corrida para descobrir quem são os informantes sem revelarem suas identidades.
  
Só por ser um filme de Scorsese acho que nem precisa discutir tecnicamente, Matin já é macaco velho em fazer filmes, principalmente os de máfia, a qual ele faz com propriedade, todas as suas direções são sempre elogiadas, não por menos. Ele sabe muito bem criar uma cena de tensão como ninguém, um suspense que intriga o telespectador e principalmente suas cenas agressivas, não somente a violência física, mas como a condição em que Di Caprio é exposto no filme ficando quase louco, indo para psicologo e tomando antidepressivos. Além de um super poder que Scorsese tem que é de fazer  todos seus atores atuarem muito bem, até mesmo aqueles que não tem uma grande carreira no cinema, incrivelmente todos que passam pela mão do diretor acabam com grandes atuações, Sharon Stone, Joe Pesci, Mark Wahlberg, Ray Liotta… Entre outros, além disso graças a ele Di Caprio fugiu de ser sempre o Jack de Titanic.
  
A respeito do roteiro ele é muito bem escrito, te guiando a situações que iram te deixar tenso, a ponto que você queira que Billy desista da missão dele por tudo que ele passa. Diálogos muito bem montados e com a seriedade e densidade da perseguição pelos informantes é de não tirar os olhos da tela. Que pra ajudar ainda conta com grandes atuações do genial Jack Nicholson, Matt Damon e por incrível que parece até o Mark Wahlberg.
Um ponto forte do filme são os próprios infiltrados e as posições que cada um se encontra, enquanto Matt Damon está numa boa como policial, casa própria e arrumou uma namorada, Di Caprio está na pior, mais muito pior, sendo forçado a fazer coisas que ele não quer simplesmente para não ser descoberto e morto, como assassinatos. No fundo o infiltrado da policia é um verdadeiro policial, acredita na lei e sempre acreditou em fazer o certo, demonstrando um forte ideal pela justiça, então se passar por mafioso e fazer tudo aquilo que ele repudia é uma tortura durante todo o filme, o pior ainda por ser um agente infiltrado e um novato quase ninguém da policia sabe dele ou o que ele está passando, você torce muito pra que acabe logo essa tortura psicológica e risco de morte que ele passa. Em contra ponto o infiltrado da máfia você fica torcendo para que ele seja preso ou morra por se dar bem quase o filme todo e demonstrar ser um grandessíssimo mentiroso escroto.
Os Infiltrados é com certeza um dos melhores filmes polícias e de mafia já feitos, você deve ver essa obra prima do cinema com urgência. E ficar de boca aberta com o que pra mim é um dos melhores finais já feitos, onde Scorsese quebra todo aquele estereotipo de filme policial e faz algo que ninguém espera, ninguém mesmo. Fica ai mais m dica do rebobinando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here