Rebobinando – O Gênio do Videogame (The Wizard)

Não, eu não me enganei. Esse não é o Retrogames. Mas o Rebobinando de hoje vai apresentar um filme que fala sobre games e mais importante, com a presença de um clássico do NES, Super Mario Bros 3.

A sessão da tarde nos anos 90 era mágica pras crianças e adolescentes que viveram nessa época. Quem ia para escola na parte da manhã, esperava ansiosamente o vale a pena ver de novo acabar na parte da tarde, para assistir o filme que ia passar naquele dia. E em uma dessas minhas esperas pela maravilhosa sessão da tarde, eu descobri um filme que na época eu achei sensacional. E confesso que acho até hoje.

 

O Gênio do Videogame, ou no original, The Wizard é um filme de 1989, com direção de Todd Holland e distribuído pela universal Studios. No elenco o grande nome da época era de um dos protagonistas, Fred Savage, que interpretava o Kevin Arnold da série Anos incríveis, que foi um grande sucesso durante a época em que esse filme foi lançado.

Mas tinha um detalhe na produção desse filme, que na época ninguém sabia. Ele foi produzido em uma parceria entre a extinta Finnegan/Pinchuk Productions e a Nintendo, que praticamente bancou a produção do longa,  o filme foi feito no intuito de preparar território para um dos maiores games que a Nintendo havia criado, Super Mario Bros 3, que acabara de ser lançado no Japão. O game aparecia pela primeira vez em solo americano no final deste filme o que fez os gamers da época irem a loucura, as vendas foram extraordinárias e bancou com sobras o investimento do filme que tinha sido muito baixo. E Super Mario Bros 3, por esse e outros motivos, se tornou um dos jogos de maior vendagem da história.

 

A história do filme gira em torno dos meio – irmãos Jimmy, o caçula da família, que foi vítima de um grave distúrbio psicológico ao presenciar a morte de sua irmã gêmea que se afogara em um rio, e Corey, o irmão do meio que era seu grande amigo e protetor. Jimmy não interage com ninguém, passa a maior parte de seu tempo quieto olhando para o nada, e sempre carrega consigo  uma  marmitinha de lata com Deus sabe lá o quê dentro. O trauma do afogamento tem dividido a família de Jimmy, que vive com sua mãe, enquanto Corey vive com seu pai.

Quando a mãe de Jimmy resolve colocá-lo em uma instituição para crianças com problemas mentais, Corey se revolta e sequestra o irmão, fugindo com ele para a Califórnia e no caminho ele descobre que Jimmy é um excelente jogador de videogame, do tipo gênio mesmo, como o título em português sugere. Eles acabam conhecendo uma menina chamada Haley, que diz a eles que está para acontecer o maior torneio de videogames que os EUA já havia visto e que teria como prêmio a quantia em dinheiro de U$ 50.000 dólares. Os três então vão para Los Angeles no intuito de participar e quem sabe vencer o campeonato.

o Roteiro do filme não é nada extraordinário, três crianças fugindo de casa. Uma fórmula que não é novidade nas telonas. O diferencial desse longa, é justamente por ele falar sobre games. Qual criança nunca sonhou em ser um grande jogador de videogame? Ainda mais na década de 90, quando o NES e o SNES eram os consoles mais cobiçado do mundo inteiro. Ver esse mundo em um filme, era simplesmente perfeito. Nenhuma criança da época se importava se o filme era ruim, como diziam as criticas. O importante é que nós sentíamos que estávamos jogando junto com o Jimmy.

Se você curte jogos clássicos, eu recomendo que procure O Gênio do Videogame para assistir, vale a pena se emocionar com esse marco da sessão da Tarde. Deixo aqui o Trailer para quem quiser saber um pouco mais sobre o filme:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here