Rebobinando – Amnésia (Memento)

“Don’t believe his lies”

  Christopher Nolan sem dúvidas um dos nomes mais aclamados atualmente em Hollywood, no começo de sua carreira já vinha deixando sua marca com o filme Following e viria a ser mundialmente reconhecido por filmes como a trilogia do Batman, A Origem, Interstelar… No meio de tudo isso Nolan se juntava com seu irmão Jonathan Nolan para fazer o que pra mim foi uma obra prima em termos de roteiro de cinema.
  O filme nos mostra a narrativa não linear  de Leonard (Guy Pearce) um homem que busca vingança pelo assassinato de sua esposa durante um assalto, durante o crime o assassino fere Leonard gravemente e o deixa desacordado, ao recobrar o sentidos o protagonista não só descobre que sua mulher está morta como também ele agora sofre de uma doença chamada amnésia anterógrada, perda de memória recente, impedindo que ele crie novas memorias após o incidente. Auxiliado por Teddy (Joe Pantoliano) ele começa a rastrear pistas do assassino. 
  O filme se destaca pela forma como ele mostra a diferença entre enredo e história, muito usado em filme de Quentin Tarantino como Pulp Fiction e Kill Bill, mas ao contrario desses dois que Tarantino mais recorta o filme e monta da maneira que ele achar melhor, Nolan em Amnésia inverte a ordem cronológica do longa, dando um impacto ainda maior para a obra. A primeira vista parece meio confuso pois o clímax da história se da logo na primeira cena do filme, que é o final da história, o que causa uma certa estranheza ao espectador e gerando diversas dúvidas sobre o que está acontecendo ou o que vai acontecer, pois já sabemos o desenrolar da história na primeira cena, mas com uma sacada muito boa Nolan vai nos mostrando diversos plots que antecedem o final, com sua narrativa decrescente, alem de dividir em duas linha narrativas uma como já citada decrescente e outra em preto e branco crescente, para diferenciar, onde as duas se encontram no final do filme e se amarram. Parece muito confuso não? Mas não é, o diretor e seu irmão nos entregam um filme com fluidez e que vai sendo explicado no seu decorrer.
  Outro fato interessante é a forma que Leonard tem de guardar certo fatos, como o caso das tatuagens, ele decidi tatuar endereços e até mesmos nomes, como o do próprio assassino, para que nunca esqueça, já que após alguns minutos ele não vai se lembrar, ou também o fato dele andar com uma câmera polaroide para registrar certas pessoas e fazer anotações das mesmas. Vale um destaque também para como é mostrado sua falta de memória recente, um forma muito realista onde vermos a luta do protagonista em conseguir cumprir seu objetivo ou também por outro lado, será que ele já não conseguiu sua vingança e simplesmente esqueceu? Acabando por parar num Lupin infinito de perseguição à alguém que pode nem existir mais. Peguntas como essa são nos deixadas ao decorrer da obra.
  Em termos técnicos Nolan dirige muito bem o filme como seus outros posteriores, dando um destaque para os enquadramentos, muitos de lugares inusitados para criar um certo caos, como o que o protagonista vive, enquanto na narrativa preto e branco prevalece mais um visual estático já que essa narrativa se passa de uma forma linear e parece mais como um depoimento.
  Amnésia ou Memento é sem dúvidas um primor de enredo e narrativa, Nolan começa muito bem sua carreira com esse filme, um de seus melhores, para mim é empatado com Batman O Cavaleiro das Trevas como o melhor do diretor.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

Review: O Dragão Negro de Chris Claremont

Quando os anos 1980 começavam, a Marvel começou a estender seu universo para outros rincões. O selo Epic, Illustrated foi uma destas iniciativas, um...

Rebobinando – 10 Coisas Que Eu Odeio em Você

O rebobinando de hoje é sobre um filme adolescente clássico do final dos anos 90, baseado em outro clássico, mas dessa vez da literatura,...

Review – Gekkan Shoujo Nozaki-kun (Mangá)

Essa é a história de Sakura Chyio, uma menina ruiva, muito meiga que é apaixonada por Nozaki, um menino alto e muito calado, a...

Relembrando Animes – US Manga

Hoje o Relembrando animes vai ser um pouquinho diferente... Ao invés de falar sobre animes os tokusatsus, vou falar sobre um programa de TV....

Mais Notícias