Conhecendo um Pouco… THANOS!

Thanos – Jim Starlin
Primeira Aparição: Iron man #55 (1973)
Nome: Thanos
Outros Nomes: Thanos de Titã, Titã Louco, Avatar da Morte
Raça: Eterno
Status: Ativo
Início
A lua Titã, a maior lua de Saturno, um local pacifico e bastante evoluído tecnologicamente, era governada por Mentor. Ele tinha dois filhos: Eros (Starfox) e Thanos. Quando criança, ele foi posto de lado devido à sua aparência grotesca, diferente da dos demais. Passou muitos anos sozinho vagando pela galáxia. Ele reuniu um pequeno exército de soldados, mercenários e insatisfeitos, bem como um vasto arsenal de destruição em massa. Durante suas viagens, ele encontrou e apaixonou-se pela encarnação da Morte, que havia assumido a forma de uma fêmea humanóide. A partir daí passou a venerá-la.

Thanos se voltou contra seu pai e contra o reino, forçando Mentor a procurar seu pai, Kronos. Kronos criou Drax, o Destruidor, para que ele eliminasse Thanos. Mas o Destruidor falhou e Thanos conseguiu conquistar o trono de Titã.

Em seguida, partiu para a Via Láctea, com o intuito de se apoderar do cubo cósmico, um objeto que satisfaz quaisquer desejos de seu possuidor. Thanos conseguiu a localização do objeto depois de confrontar o Capitão Marvel (Mar-Vell) e seu alter ego, Rick Jones. O vilão controlava mentes de centenas de pessoas do mundo todo, graças à ajuda de um poderoso inimigo do Homem de Ferro, o Controlador. Este conseguiu derrotar os Vingadores e também Mar-Vell, que acabaria transportado para a Zona Negativa, onde a entidade conhecida com Eon o concederia a dádiva da consciência cósmica.

Pronto para a revanche, Mar-Vell conseguiu derrotar o Controlador, livrando o domínio de Thanos sobre as pessoas da Terra. Em seguida, os heróis se reuniram para ir ao encalço do vilão, que já estava em posse do cubo cósmico. Depois de uma dura batalha, Thanos saiu vitorioso, deixando seu corpo, unindo sua essência à todas as coisas do Universo e deixando o cubo para trás. A batalha estava perdida, todos pensavam. Thanos agora era um deus.
Entretanto, o Capitão Marvel compreendeu que o vilão necessitava extrair a energia de algum lugar.

Concluindo que o cubo cósmico não estaria totalmente inativo, o Capitão investiu contra o objeto, tentando destruí-lo. Apesar dos esforços de Thanos em tentar impedir o herói, Mar-Vell conseguiu destruir o cubo, derrotando o tirano. Thanos foi lançado ao espaço, inconsciente, mas dado como morto na Terra.

Para tentar chamar a atenção de sua amada, Thanos resolveu exterminar todas as formas de vida do universo mas, durante uma batalha contra Adam Warlock, o Titã louco morreu ao ser transformado em pedra. 

Desafio Infinito

A Morte, acreditando que o cosmos estava em desequilíbrio, ressuscitou Thanos e lhe incumbiu de exterminar metade dos seres vivos do universo.
Ele então reuniu as seis Jóias do Infinito (Espaço, Mente, Alma, Realidade, Tempo e Poder), artefatos poderosíssimos que, juntos, tornam o portador onipotente. Com elas, ele criou a Manopla do Infinito e se transformou no ser mais poderoso do universo e, com elas, dissipa metade da população do Universo.

Após conseguir a manopla, Thanos tenta eliminar o Surfista Prateado, pois seus sentidos diziam que ele era o único adversário que representava ameaça a ele, após um rápido confronto em que Thanos confirma sua divindade, usando a Jóia da Alma, ele envia Surfista Prateado e Drax, que também estava no confronto, para dentro do universo da jóia, neste lugar eles encontram um velho conhecido de Thanos, Adam Warlock.
Isso faz com que os heróis da Terra sobreviventes, bem como os campeões de outros mundos (como o Starfox, irmão de Thanos e Adam Warlock) se empenhem em deter o vilão e reorganizar tudo.
Neste conflito até as Divindades Astrais do Universo duelam com Thanos, sendo eles: Eternidade, Kronos, Lorde Caos e Mestre Ordem, Estranho, Amor e Ódio, Galactus e os Celestiais, mas são derrotados facilmente.

Os heróis unidos, tendo sido ajudados pela traição da suposta neta de Thanos, Nebula, conseguem se apossar da Manopla e, em poder de Adam Warlock, ele a usa para consertar o caos gerado pelo titã louco.

Depois da manopla do infinito, Thanos desistiu da dominação ou destruição do universo, buscando uma existência pacifica, ele ficou exilado em um planeta deserto onde busca expurgar de si todo o bem e todo o mal, restando a plena neutralidade.
Para evitar que tamanho caos se repita, Warlock toma duas decisões: primeiro, desfaz a manopla, e distribui as Jóias entre um grupo intergalático conhecido como “Guarda do Infinito” (sendo que Thanos fica com uma joia, a da Realidade, para que esse ajudasse os heróis em caso de plena necessidade).

Guerra Infinita

Warlock, em sua onipotência, expeliu de seu ser todo o bem e todo o mal, para que nenhuma destas facetas nublasse suas decisões. Assim sendo, a parte má de Adam deu novamente origem a Magus, que agora retornaria ainda mais maquiavélico que outrora.

Desta vez, o vilão criou uma contraparte para cada herói, iniciando a Guerra Infinita: uma epopéia que fez Thanos ressurgir e se aliar a Warlock e sua Guarda do Infinito.

Privado pelo Tribunal Vivo de ser o único detentor das jóias do infinito, Warlock distribuiu-as aos seus amigos: Drax ficou com a jóia do poder, Gamora, com a do tempo, Pip, como a do espaço, a Serpente da Lua, com a da mente e ele, com a sua jóia espiritual. A jóia da realidade ficou com um guardião secreto. Agora, no entanto, as jóias não mais poderiam agir em uníssono.

Novamente unidos, a Guarda do Infinito, os heróis e Thanos partiram contra Magus. Acreditando que o único meio de deter o vilão seria usar o poder da Manopla do Infinito, Galactus partiu com Gamora para pedir ao Tribunal Vivo que reconsiderasse sua decisão. O Tribunal afirmou que a decisão não era dele, mas sim do Eternidade, que agora encontrava-se catatônico.

Enquanto isso, a batalha era travada e a Manopla do Infinito era novamente forjada, aguardando a decisão de Eternidade para que elas pudessem funcionar em uníssono. O Doutor Destino e o Kang, o conquistador uniram forças para confrontar Magus e quase conseguiram derrotá-lo. Quase.

Galactus, com a ajuda de Gamora, consegue tirar Eternidade de seu estado e este permite que as jóias funcionem em uníssono, no exato momento em que Magus iria entregar a Manopla ao Dr. Destino. Dotado do poder do infinito, Magus virou o jogo, o que parecia ser a perdição do Universo. Entretanto, a joia da realidade que se encontrava na Manopla era falsa, o que permitiu a Warlock seu trunfo. Magus, em sua percepção alterada da realidade, acabou derrotado por Warlock e aprisionado na jóia espiritual.

Cruzada Infinita
Com o surgimento de uma nova entidade no universo denominada Deusa, os heróis da Terra se vêem divididos, entre os seguidores dessa nova ordem e os não seguidores. Entre os não seguidores se encontram Thanos, Mefisto e Adam Warlock.

Thanos resolve se aliar aos heróis, pois vê na Deusa uma ameaça a sua futura conquista universal. Sua participação é mais estratégica, ele se encarrega de planejar a invasão dos heróis ao santuário da Deusa, utilizando o Surfista Prateado como distração e, usando a joia da Alma, envia Adam Warlock ao plano astral para enfrentar a Deusa pessoalmente.
Para obter o apoio de Mefisto, Thanos teve que prometer ao demônio um cubo cósmico, pois Mefisto alegava que tinha mais conhecimento neles do que qualquer outro ser.

Thanos entrega o cubo a Mesfisto, mas ele estava estragado, após algumas ameaças, Thanos diz que o combinado era um cubo cósmico, não um cubo cósmico funcionando.

Abismo Infinito

Esta saga fecha o arco da serie do infinito, em uma historia em que os heróis enfrentam duas grandes ameaças, cinco clones de Thanos e O fim de tudo que existe. Thanos ainda em sua época de niilista criou um plano que tinha como objetivo subjugar a todos os seres que poderiam se opor a sua conquista universal, assim criou um clone de cada um desses seres mesclado ao seu DNA, mas por algum motivo Thanos abandonou esse plano até que uma entidade chamada Atlez, ativou sem querer cinco desses clones, Encouraçado, clone com DNA do Homem de Ferro, X, clone do Professor X, Místico, Clone do Doutor Estranho, Guerreiro, Clone do Gladiador, e Omega, clone de Galactus (citado na saga como cinco vezes mais poderoso que o original ). Os clones tinham apenas uma missão, levar o universo para o esquecimento eterno.
Ao lado de hérois, como Homem Aranha, Doutor Estranho e Capitão Marvel, Adam Warlock, Gamora e Serpente da Lua, Thanos enfrenta a todos os seus clones, derrotando-os

Thanos destruiu Encouraçado, X foi vencido por Serpente da Lua, Mistico foi derrotado por Doutor Estranho, Guerreiro por Adam Warlock, e num esforço de todos os heróis juntos, eles vencem Omega, após um estratagema de Thanos, que terminou na explosão de um planeta.

Aniquilação

Aniquilador, governante da Zona Negativa, reuniu suas forças e invadiu a Zona Positiva. Seus exércitos provaram ser imparáveis, e a resistência tem sido reprimida em cada turno. Assustadoramente e inexplicavelmente, Thanos ofereceu seus serviços ao Aniquilador para ser um dos seus generais. Thanos ajuda a organizar a captura de Galactus junto com Tenebrus e Égide. Com Galactus e o Surfista Prateado em estase, Thanos foi capaz de desenvolver tecnologia para usar Galactus para coletar a energia cósmica para ser armazenada e, inevitavelmente, o transformando em uma arma viva capaz de destruir planetas inteiros.
Serpente da Lua, que foi capturado por Thanos, revelou a ele que Aniquilador planejava usar a arma Galactus para destruir toda a vida em ambas as zonas, os aspectos positivos e negativos, Thanos então revela a Serpente da Lua que sua única razão para se juntar ao Aniquilador foi para ver como ele iria se sair, e que ele não tinha nenhum interesse real nos objetivos de Aniquilador. Thanos também revelou que ele havia construído em uma falha de segurança, configurada para o seu próprio nível de poder, para que só ele pudesse salvar Galactus e o Surfista Prateado de sua estase. Antes que ele fosse capaz de terminar de digitar a seqüência de lançamento, ele foi morto por Drax, o Destruidor, com o seu coração sendo arrancado por trás.

Imperativo de Thanos: Os Guardiões da Galáxia trazem Thanos de volta a vida, pois ele era a única solução para o cancerverso. Thanos, que nunca temeu a morte e a buscava com todas as forças, não recebeu bem o seu retorno, atacando os Guardiões, mas depois se conscientizou que ele era a única solução para o Cancerverso, um universo que não existia mais morte e que a vida se proliferava como um câncer. Thanos agradece a Drax por tê-lo matado e vai, junto com os Guardiões para o Cancerverso. Lá ele se sente fraco por ter tanta vida lá, mas descobre que é o único capaz de trazer morte naquele lugar ao dizimar a versão dos Campeões.

Thanos pediu a Morte para levá-lo com ela, mas ela o deixou e ele ficou furioso prometendo matar o Universo.

Infinito

Thanos e sua horda ameaçam dizimar os Inumanos caso não entreguem Thane, o filho de Thanos. Raio Negro não aceita a ameaça e retira todos os Inumanos de Attilan e o ataca com seu grito sônico quando Thanos chega. O grito não só destruiu Attilan como acionou uma bomba Terrígena, que transformou muitos humanos em inumanos.

Fonte: Vaca Nerd.

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet