Crítica | O Poço

Escrever essa resenha é uma grande missão até pra mim que já viu todo tipo de ”Desgraçamento” cinematográfico possível. Porém, começo com um alerta que acredito ser importante: Esse filme não indico para menores de 18 anos e muito menos para aqueles que não gostam de violência, sangue,tortura e o mais importante de tudo pensar sobre o que o filme tentou nos passar.

O Poço (Disponível na Netflix), é um filme cheio de metáforas filosóficas, sociais, e até certo ponto religiosas e bastante críticas. Qualquer semelhança com nosso sistema seja ele de vida, politico e social não é mera coincidência, na verdade esse filme é mais que necessário para os dias de hoje.

Dentro de uma prisão conhecida como O Poço, Goreng (Ivan Massagué), um homem que faz por conta própria a escolha de ir para o local com o intuito de parar de fumar. conhece o velho Trimagasi (Zorion Eguileor), seu “companheiro de cela”. Há meses na prisão, o ancião explica para o recém chegado como funciona o dia a dia. A única ação que ambos têm durante todo o tempo é esperar por uma plataforma de comida que se move para baixo entre os andares todos os dias. Como Goreng e Trimagasi estão no nível 48 do Poço, eles precisam aguardar que os dois presos em cada um dos 47 níveis acima se alimentem até que os restos cheguem ao seu andar.

Com essa ideia que por si só já é bastante utópica, o diretor espanhol Galder Gaztelu-Urrutia estreia seu primeiro longa-metragem.O diretor não é nada modesto, ele não chegou com timidez na intenção de fazer uma crítica sarcástica (Como foi o caso de Parasita de Bong Joon Ho). Sua linguagem é direta, seu instrumento é a violência mas uma violência bastante pensada e colocada com talento.

O diretor sabe que o ”Sistema” é violento e não se pode ser combatido com rosas, pombas e ao som de Imagine. Galder tomou um impulso e soltou sobre a porta com os dois pés, sem lenço, sem documento.

Os diálogos do filme é de uma força única, cada fala é um questionamento que lhe faz pensar e repensar.

Existem três tipos de pessoas. As de cima, as de baixo e as que caem”.

Esse diálogo já abre o filme e deixa a quem tá vendo o filme ciente que a filosofia aqui é tensa. Com uma ideia que lembra o filme O Cubo de Vincenzo Natali, violência que lembra Jogos Mortais do James Wan o filme é sem sombra de dúvidas uma das melhores realizações do ano.

A película denuncia a tragédia do sistema político Capitalista e demonstra onde o ”Comunismo” tendia a dar certo e ao mesmo tempo onde poderia ser sua falha. O conceito de Darwin a qual alegava que o ser humano tudo se adapta faz bastante sentido aqui, a filosofia de Thomas Hobbes ” O homem é o lobo do homem” se faz presente e porquê não o mito de Platão sobre a caverna?

O poço não é nada mais, nada menos do que a roda da vida. Um dia você se faz presente por cima e outros por baixo. Mas as perguntas que ficam são: Quem tem coragem de descer ao fundo do poço? Quais atitudes sabias e de honras você toma quando se encontra perante uma mesa repleta de fartura? Quem escolhe o livro da sabedoria ao invés do poder de uma faca capaz de cortar até paredes e não perder o amolamento?

No sistema do ”Poço” podemos ser todos iguais mas é inegável que alguns possuem mais oportunidade que os outros. O fundo do poço é para quem tem coragem, é para aqueles que tem esperança, até o fundo do poço é preciso passar por muitos infernos.

Perante o cenário atual do mundo, depois de você assistir esse filme eu espero apenas que ao ir fazer suas compras no supermercados vocês lembrem do banquete e de quem encontra-se no poço. Lembrem-se que no cenário atual a sobra que temos comido das mesas do nosso sistema vem pisadas, cuspidas e com som de risadas debochadas.

Não espere nunca que quem tá em cima, em uma boa posição sobre o poço desça para lhe presentear com ao menos a sobra de seu prato. A luxúria, a avareza,cobiça e ganância tem sido servida em bandejas de pratas e como dito pela sábia e sensível Adriana do canal Redatora de Merda:

” A esperança é a última que come”!

E você, já assistiu este filme? Qual foi sua experiencia com ele? O que achou?

Vamos conversar nos comentários.

E Não se esqueça que temos muitas outras indicações, clique aqui e conheça um pouco mais.

E Curta o Site Mundo Hype nas redes sociais, compartilhe com amigos e continue por aqui.

 

 

 

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here